sábado, 17 de novembro de 2018

Semente

Lembre-se de que colhemos, infalivelmente, aquilo que houvemos semeado.
Se estamos colhendo os frutos amargos das sementeiras errôneas do passado.
Fique alerta quando ao momento presente!
Plante apenas sementes de otimismo e de amor, para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade.
Cada um colhe exatamente aquilo que plantou. C. Torres Pastorino